• PCD

A Ação Mais Importante na sua Restauração

Atualizado: 3 de Dez de 2020

Alan Medinger – “Texto Suplementar de Novos Caminhos"

Traduzido por Willy Torresin de Oliveira para Paz Com Deus


Passar tempo com Deus. Sei que é algo radical para se dizer, mas tenho convicção absoluta de que a coisa mais importante que você pode fazer para crescer cada vez mais em maturidade de sua identidade como homem ou mulher, e vida espiritual, é passar tempo com Deus. Eu gostaria de encontrar uma maneira de dizer isto de forma que não soasse como uma das “disciplinas” cristãs, tão batidas e repetidas em nossos púlpitos. Mas creio, sem sombra de dúvida, que se trata de algo mais importante do que qualquer coisa que eu tenha dito neste livro. Eu firmemente creio que se eu não tivesse sido fiel em regularmente passar tempo com o Senhor durante os últimos anos, a minha identidade e maturidade como homem não teria avançado além do ponto onde eu estava quando eu me converti, vinte e cinco anos atrás. Tem sido em meus momentos a sós com Deus quando tenho experimentado tudo aquilo que um pai deveria transmitir a seu filho.


À medida em que escrevo sobre passar tempo com Deus, ou quando ensino sobre isto em nossos grupos de apoio, sempre sinto que estou dizendo algo tão óbvio que chega a parecer enfadonho. Será que todo cristão já não está cansado de saber disto? Eu me senti assim quando resolvi incluir um estudo sobre “Tempo Devocional” no programa “Novos Caminhos”, no entanto, este estudo tem sido justamente aquele que as pessoas afirmam ter sido o que mais contribuiu para mudanças em suas vidas.


Talvez o meu ensino neste tópico tenha tido um efeito tão forte na vida das pessoas de nosso grupo por se tratar do único tópico do qual eu poderia, em sã consciência, dizer como Paulo em 1 Coríntios 4:16, “sede meus imitadores.” Durante os últimos vinte e cinco anos, em uma média de cinco ou seis vezes por semana, tenho passado cerca de uma hora a uma hora e meia à sós com Deus em oração, meditação e leitura de Sua Palavra. Sem estes momentos com Deus, eu nunca poderia ter me tornado o homem que fundou o ministério “Regeneração”, e que juntamente com o ministério, enfrentou todos os desafios e lutas que tivemos até hoje.


Tem sido nestes momentos a sós onde eu tenho sido sustentado por Deus através de todas as circunstâncias adversas. Tem sido também durante estes momentos a sós quando Deus tem me chamado ao arrependimento por pecados profundos em minha vida, os quais eu poderia facilmente ignorar; quando eu sinto Seu amor inexplicável por mim; que eu ouço Suas palavras de encorajamento; Seu chamado para que eu lute o bom combate, tanto em minha vida, como no ministério. São nestes momentos a sós com Ele que eu entro em um estado de espírito durante o qual posso escrever e tornar-me criativo. É no meu tempo devocional que recebo direcionamento para cada dia. É sem dúvida o momento mais importante de minha vida.


Um tema central dos nossos ensinamentos em “Regeneração” tem sido o fato de que a restauração ocorre através de nosso relacionamento com Jesus Cristo. Eu creio que a maioria dos participantes de nosso ministério não tem problema para aceitar este fato. Creio também que todas estas pessoas concordam que para estarmos em um relacionamento real com alguém é necessário que passemos tempo com tal pessoa. No entanto, quando pergunto a estas pessoas quantos deles mantém regularmente um tempo a sós com o Senhor, apenas cerca da metade deles levantam uma de suas mãos. Todos eles sabem que deveriam ter este tempo com Deus, mas muitos não o fazem. Por quê?


Abaixo listo algumas das razões pelas quais as pessoas não têm um tempo a sós com Deus regularmente:


1. Prioridades. Apesar de que o indivíduo nunca tenha reconhecido este fato, outras prioridades são mais importantes para ele do que o tempo com Deus. Pode ser algo tão simples ou mundano quanto o conforto de uma cama quentinha pela manhã, ou a “necessidade” de assistir ao noticiário das 11:30 da noite. Pode ser também devido às muitas ocupações do dia a dia, ou até mesmo as exigências relativas a um ministério ou atividade na igreja.


2. Problema com Disciplina Pessoal. Quando uma pessoa não consegue colocar de lado um bem ou prazer momentâneo, em troca de um prazer a longo prazo.


3. Problemas Espirituais. Talvez a pessoa sinta que Deus está sempre longe dela, ou seja inatingível e indiferente. Talvez seja atuação direta do inimigo. Não há nada que ele mais queira do que nos manter afastados de Deus.


4. Racionalização. Você ora em seu carro e ouve somente estações de rádio Cristãs. Você está ocupado com as coisas de Deus o dia inteiro – portanto, para quê um tempo especial com Deus?


5. Fracassos passados. Você já tentou inúmeras vezes, sem sucesso. Para que tentar novamente?


A luta para tentar fazer algo que sabemos que devemos fazer não é muito diferente da luta para parar de fazer algo que sabemos que não deveríamos estar fazendo; portanto, sabemos que não há respostas fáceis para este conflito. No entanto, quanto ao fato de termos um tempo devocional diário, podemos estar certos de que Deus também deseja que tenhamos este tempo com Ele – Ele nos criou como objetos de Seu amor – portanto, há respostas. Deixe-me sugerir algumas:


1. Caso o problema esteja nas suas prioridades, tente este exercício. Faça uma lista de tudo o que você faz durante um dia típico, do momento em que sai da cama pela manhã, até o instante em que se deita à noite. Em seguida, vá riscando aquelas atividades que são indispensáveis para sua sobrevivência, tais como alimentação, trabalho, etc. Em seguida, pergunte a você mesmo: Será que alguma coisa que sobrou nesta lista deveria ter prioridade superior ao meu tempo individual com Deus? Isto incluiria fazer compras, descansar, cuidar da mãe idosa, até mesmo fazer parte de um grupo de apoio. A resposta deve ser bem óbvia. Então comece a estabelecer suas prioridades da forma correta.


2. Caso o problema seja falta de auto-disciplina, tenho duas sugestões. Em primeiro lugar, encontre alguém a quem você comece a prestar contas especificamente nesta área; alguém que, por algum tempo, irá frequentemente perguntar-lhe como vai o seu tempo devocional diário. A segunda sugestão é a seguinte: Sempre que você chegar ao fim de um dia sem ter tido o seu tempo com Deus, dirija a Ele esta oração: “Pai, por favor, perdoe-me. Não fui capaz de pensar o suficiente em Ti hoje para separar um tempo especial para nós dois.” Continue com esta oração até que ela comece a penetrar o seu coração.


3. Caso o problema seja o inimigo, você precisará entrar em batalha espiritual. Em voz alta, e em nome de Jesus, repreenda satanás e suas artimanhas. Lembre-se, ele é um inimigo derrotado, e não é páreo para o poder de Jesus.


4. Caso o problema seja que algo esteja fazendo com que Deus pareça estar distante e inatingível, você terá que descobrir o porquê desta impressão. Esta poderá ser uma jornada espiritual, e provavelmente necessitará auxílio de um pastor ou conselheiro.


5. Se você estiver racionalizando, simplesmente pare com isto! Seja honesto com você mesmo e reconheça que nada em sua vida é tão importante quanto o tempo que você passa com o Senhor, e que, pelo menos por algum tempo durante o dia, Ele merece toda a sua atenção.


6. Se você já tentou inúmeras vezes, sem sucesso, continue tentando. Não desista! Da próxima vez, utilize algumas das sugestões que se seguem. Você descobrirá que para criar este novo “hábito”, velhos hábitos terão que ser desalojados. E isto exigirá determinação e perseverança de sua parte – você terá que fazer o que tem que ser feito, independente do que sente a respeito, até que o novo hábito comece a arraigar-se.


Há alguns recursos disponíveis para todos os cristãos que desejam experimentar um tempo devocional frutífero. Deixe-me sugerir algumas coisas que têm sido úteis para mim pessoalmente e para outras pessoas.


Qual é o melhor horário para o tempo devocional?

Em geral, este momento deve ser adequado aos seus ritmos e hábitos físicos e biológicos. Há pessoas que gostam muito de acordar bem cedo; são pessoas “da manhã”; já há outros que são mais produtivos à noite ou à tarde. O melhor mesmo é ter o tempo devocional bem cedo, pois faz com que o Senhor seja a sua primeira prioridade do dia, além de ajudar a estabelecer o direcionamento do resto do dia para você. Além disso, bem cedo pela manhã as chances de interrupções ou outras atividades são bem menores.


Quanto tempo deve durar?

Neste ponto eu discordo daqueles que sugerem que devemos começar com dez minutos até desenvolver o hábito. Eu sugiro que você comece com pelo menos trinta minutos. A maioria de nós necessita algum tempo até que estejamos calmos e com a mente focalizada e pronta para iniciarmos algum tipo de contato com Deus. Dez minutos provavelmente serão insuficientes para que isto possa ocorrer – um tempo devocional tão curto pode começar a parecer insignificante e ritualístico, com maiores chances de você desistir dele.


Onde devo ter o meu tempo devocional?

Se possível, procure ter um espaço privativo, onde você tenha liberdade para ajoelhar-se, cantar, orar em voz alta, ou qualquer outra coisa que você sinta vontade de fazer. Procure um local confortável, e procure ter o seu tempo devocional no mesmo local todos os dias – ou seja, o teu local privativo para encontrar-se com Deus.


O que eu devo fazer durante o tempo devocional?

Há muitas possibilidades, dependendo da personalidade de cada pessoa. Deixe-me compartilhar com você o que tem funcionado muito bem comigo.



1. Comece com louvor. O louvor é totalmente dirigido a Deus, portanto nos coloca em relacionamento correto com Ele. No início da minha conversão o louvor para mim era algo estranho e meio desconfortável. Tudo o que eu conseguia dizer era, “Eu te louvo, Senhor” muitas e muitas vezes. No entanto, tenho certeza de que o Senhor estava tão satisfeito com aquelas palavras, quanto com as palavras eloquentes que posso usar hoje. Após algum tempo, o louvor vai tornando-se natural e flui livremente. Ler Salmos de louvor em voz alta pode ajudar bastante no começo.


2. Em seguida, passe para ação de graças e confissão. Estes aspectos também estão focalizados em Deus, mas já incluem algo de nossas vidas. A ação de graças e a confissão também nos colocam em um relacionamento correto com Deus – ou seja, pecadores que tem muito para serem gratos a Deus. Estes aspectos reconhecem que Ele é a fonte de tudo que temos, e do fato de que diariamente necessitamos de perdão e purificação.


3. A Intercessão – oração por pessoas e necessidades ao nosso redor – faz parte do tempo devocional de praticamente todo Cristão, porém, se não tomarmos cuidado, pode tornar-se rotineira. Além disso, como há tantas necessidades que precisam de intercessão, esta parte pode tomar todo o nosso tempo devocional. Com o tempo eu descobri que é útil manter uma lista escrita de intercessão. É claro que eu oro diariamente pela minha família, pastores, e pela nossa equipe no “Regeneration”, mas também tenho uma lista especial de intercessão para cada dia da semana. Nas segundas eu oro em favor da Igreja ao redor do mundo, nas terças, pelo nosso país e também pelo mundo; nas quartas, por outros ministérios afiliados ao Exodus, e assim por diante. Também costumo orar especificamente por cada membro de nossa equipe ministerial a cada dia da semana.


4. A Leitura Bíblica é essencial, porém, sem o tempo necessário para orar e meditar sobre o que foi lido, pode acabar num exercício legalista. Eu gosto de utilizar um guia de leitura da Bíblia, algo que dê sugestão de capítulos do Velho Testamento, Salmos, os Evangelhos, e das Epístolas a cada dia. Sem a utilização de um guia de leitura, eu acabo lendo apenas aquelas passagens favoritas, e perderia das riquezas da Palavra de Deus. A leitura direta da Bíblia, de Gênesis a Apocalipse, também é útil, pelo menos uma vez na vida, mas ao fazê-lo damos a mesma importância às dimensões do tabernáculo que damos a João 17. Outros auxílios são livros devocionais como “Mananciais no Deserto” ou “Tudo para Ele”, de Oswald Chambers – mas não permita que tais textos substituam a pura Palavra de Deus. você descobrirá um poder nas Escrituras que jamais encontrará em qualquer outro lugar.


5. Pedidos e Súplicas – orações em nosso próprio favor – me parecem bastante apropriados após a leitura das Escrituras. A Palavra de Deus pode nos guiar a orar pelas coisas que realmente precisamos. No entanto, não hesite em pedir por aquilo que está em seu coração. Um bom pai deseja que seus filhos e filhas expressem seus desejos a ele.


6. Escreva um diário. Das pessoas que me dizem ter um tempo devocional diário significativo, mais da metade costuma escrever um diário. Eu, por exemplo, tenho uma mente muito ativa, que está sempre agitada de um lado para outro com novas idéias e projetos. O ato de escrever me ajuda a controlar minha mente e focalizar minha atenção em uma só coisa, de forma que fico mais atento para ouvir a voz de Deus. O ato de escrever um diário me ajudar a desobstruir meus pensamentos. Também me ajuda a entrar em contato com os aspectos mais íntimos de minha vida ao capturar e registrar pensamentos e emoções que estão circulando em minha mente.


O meu diário é onde eu também registro as lições que tenho aprendido – desta forma não tenho que passar pela mesma experiência novamente para aprender a mesma lição. Além disso, o meu diário é uma história do que Deus tem feito em minha vida. O nosso crescimento emocional é um processo lento e gradativo. Desta forma, muitas vezes temos dificuldades de ver mudanças ocorrendo, devido à lentidão do processo. Mas com o diário, podemos olhar para trás e ver áreas com as quais lutávamos muito há algum tempo atrás, mas que já foram superadas. Isto pode ajudar muito a fortalecer a sua fé.


Em geral as pessoal usam o diário de várias maneiras. Eu, por exemplo, não escrevo todos os dias – apenas quando há algo que sinto que deva ser registrado. Procuro dar a cada texto que escrevo um título, de forma que possa, num momento futuro, identificar tal passagem quando estiver passando por uma situação semelhante, e ver como Deus lidou comigo naquele momento no passado. Meu diário é simplesmente um caderno espiral.


Talvez você tenha dificuldades para iniciar o seu tempo devocional com Deus, mas não desista! Deus deseja que você tenha este tempo, e você precisa deste tempo. Caso você esteja lutando há muito tempo com o mesmo problema, e você apenas ocasionalmente lança aos céus uma prece para que Deus te ajude a enfrentá-los, talvez você não esteja entrando naquele relacionamento íntimo com Deus que Ele deseja ter com você, o qual vai gerar vitória e cura duradouros. Já temos visto muitas pessoas que lutaram por anos e anos com o mesmo problema, sozinhos e sem vitória, mas a partir do momento em que começaram a focalizar sua atenção em seu relacionamento íntimo com Deus, passando tempo com Ele, começaram a experimentar vitória, e coisas gloriosas em suas vidas.


Ter um tempo devocional significativo será uma das coisas mais importantes que você poderá fazer para crescer em maturidade emocional e identidade. Em seu tempo devocional você estará na presença do Conselheiro mais sábio que existe! Você estará junto com o Pai perfeito, o Irmão perfeito, o Amigo perfeito que te amará e que desejará andar passo a passo com você. Você estará com aquela única Pessoa que é capaz de suprir cada uma de suas necessidades, e você se tornará aquela pessoa, homem ou mulher, que Ele deseja que você seja.

46 visualizações2 comentários